O que é encenação?

1. EncenAÇÃO. Qual é a ação de encenar? Transpor para a ação? Nesse caso, a encenação seria a fisicalização e a mistura de diversos elementos transpostos para um resultado cênico. Mas encenação também é verbo, “artesania da composição”. Polifonia, mistura, complementação. Seria a encenação o TODO composto por várias partes? O encenador é a cabeça pensante por trás da luz, do som, das nuances do ator, entre tantos outros elementos do palco. Encenar não é somente “levantar um texto, mas sim “botar a mão na massa”, guiando a criação e compondo uma obra de arte. CriAÇÃO. (Lucas Abe)

2. Encenação é a ação de encenar. Encenar é projetar a cena na sua totalidade. Os elementos que a compõem, como a cenografia, a iluminação a dramaturgia (a palavra e/ou a ação) e os atores precisam ser pensados e trabalhados em consonância. A abordagem dada ao material poético surge da pesquisa de interpretação com os atores, que através dela ressignificam a dramaturgia. A partir daí, os elementos da cenografia surgirão por necessidade. O encenador deve trabalhar, portanto, não apenas com base numa proposição estética conceitual, mas na aplicação prática na cena e no trabalho de direção de atores.  Com eles, a proposição ganha forma no espaço e se afirma pela harmonia e pela consonância de linguagem entre os elementos da cena. (Ísis Arrais Padilha)

3. Encenação é a ação de estar em cena, de estar presente em cena. Não se trata apenas do ator no palco, mas de uma composição de elementos que abrange o texto, a musicalidade, a plasticidade, a atuação e tudo o que vem antes disso, que não está explícito, mas participa do processo para que todos os fatores mencionados possam convergir teatralmente. (Isabela Racz Santos)

4. Encenação é toda a construção cênica, da escolha da linguagem até a metodologia de criação. Ela pode ser criada de diversas formas: de maneira autoritária, partindo de um diretor ou de um dramaturgo, ou de maneira colaborativa, estruturando-se a partir dos materiais trazidos pelos diferentes membros envolvidos na criação. O papel do encenador é o de traduzir cenicamente as escolhas que surgiram no decorrer da criação, pautando-se pela “harmonia” que a cena sugere. (Lívia de Souza)

5. Encenação é o modo como o espetáculo acontece. É o caminho proposto para colocar no espaço e no tempo da cena o que acontece dentro de cada pessoa e de cada compositor envolvido. É encontrar um espaço para cada um deles, formando um conjunto e não várias partes “juntadas”, seja escrevendo por linhas retas, tortas, curvas, contínuas, espaçadas, próximas ou pontiagudas, ou por colunas e não linhas. (Marina Merlino)

6. Encenação é o trabalho artístico de unir as partes de atuação, sonoplastia, dramatugia, figurino, cenografia e iluminação de um mesmo espetáculo criativamente, sendo essas diversas partes os elementos que compõem a peça teatral. Segundo Roubine, o conceito surgiu recentemente transformando a figura do diretor, um coreógrafo dos diversos elementos, na de um encenador, que compõe artisticamente todos os elementos. (Isadora Borges)

7. Encenação é a linguagem com a qual o encenador se expressa. Não é exclusivamente verbal nem corporal, no sentido de tratar-se não do texto e do corpo em si, mas de sua relação com os outros elementos que compõem a cena. O encenador é aquele que tenta encontrar a medida entre explicar demais e fechar demais. É preciso que a obra esteja aberta para a plateia, mas não se aproxime tanto que a faça vesga. (Marina …)

8. Encenação é a concretização de uma idéia. É trabalhada sempre de acordo com as necessidades dessa idéia ou desse ponto de vista, estabelecido previamente ou durante o processo da construção da encenação, por um diretor, um coordenador, um pedagogo. Portanto, pode envolver a atuação, a iluminação, a cenografica, os figurinos ou apenas parte dessas opções. (Mariana Costa de Chirico)

9. Encenar é pensar a cena. Criar, montar, propor e apontar direções possíveis são alguns aspectos que concernem ao trabalho de um encenador. Desse modo, há uma concepção estética por trás das cenas que se realizam. Este pensar e conceber a cena engloba os diversos elementos nela presentes, desde a iluminação até a cenografia, o figurino, a atuação, entre outros. Entretanto, não é necessariamente o encenador quem pensa esses aspectos sozinho. Podem existir outras funções. De qualquer modo, a encenação depende de um olhar crítico exterior à própria cena. Assim, mesmo inserido no processo, o encenador faz o papel de primeiro espectador. (Bárbara Lima)

10. Encenar é colocar em cena, colocar na cena, colocar a cena à vista; conceituação e desenvolvimento de uma apresentação teatral; escolha estética; somatória de conceitos artísticos e teatrais como cenários, atores, luzes, dramaturgia, ação, organização cênica; construção de ligações entre as “funções” do espetáculo, sejam elas ligadas a espectadores, performers, discursos, dramaturgias, espaços; montagem e formatação de espetáculo; abertura, sensibilidade, dor, labuta. (Camila Januário de Lima)

11. Encenar é o modo de organizar os elementos de atuação, cenografia, iluminação, dramaturgia e direção. Cada um desses elementos pode aparecer em cena com menor ou maior grau de importância, ou até mesmo ser suprimido. (Patrícia Bispo)

12. Encenar era transpor o texto para o palco: a marcação de cenas. Depois a encenação tornou-se o eixo central da arte teatral. Surgiram os grandes encenadores que, com o tempo, conquistaram maior autonomia em relação ao texto. Agora, a encenação talvez seja o “espetáculo” em si, em que todos os elementos cênicos caminham na mesma direção. E para coordenar esses elementos, há o diretor/encenador. Ele é o olhar de fora, antes que o público assista ao espetáculo. É o primeiro espectador. (Aline Paiva Sena)

13. Já acreditei que encenar seria juntar peças. Um tempo depois, pensei que talvez fosse criar peças. Passou pela minha cabeça que fosse resolver um quebra- cabeça. Atualmente, acredito que encenar é desmontar um quebra-cabeça e posicionar as peças sutilmente bagunçadas para que o espectador entre no jogo. (Marina Xisto)

14.  Encenação é um conjunto de elementos organizados por meio de criações poéticas e que formam ações cênicas que estabelecem, através de convenções, alguma espécie de comunicação entre atores/personagens e platéia. A “tríade essencial” para a existência da encenação é a platéia, os atores/personagens e a dramaturgia. (Beatriz Bittencourt) 

About these ads

Um comentário sobre “O que é encenação?

  1. 15. Encenação é a articulação do conjunto de elementos que compõem a cena. A encenação só é possível no acontecimento teatral, e expressa a transformação de um material teórico ou de algum conteúdo em matéria cênica, a partir de um conjunto de escolhas estéticas.
    O encenador tem o papel de costurar os elementos da cena de modo a construir a encenação, no exercício de traduzir conteúdos articulados às inclinações poéticas dos criadores.
    Nesse sentido é a concretização teatral de conceitos e escolhas que permeiam o processo de criação poética dos artistas que a compõem. Assim tudo o que compõe a cena, seja cenografia, atores, dramaturgia, são linguagens que, conversando entre si, não necessariamente na mesma direção, constituem uma encenação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s